Buscar
  • Duarte Azevedo

Árbitros do futebol madeirense regressaram de uma maratona de jogos no Continente

Quatro juízes e sete auxiliares estiveram 12 dias concentrados no Hotel do Luso


Os árbitros madeirenses de futebol que pertencem ao escalão C4, regressaram já à Região depois de 12 dias de permanência no continente português. Ficaram hospedados no Hotel do Luso, unidade aberta só para receber estes juízes, já que a localização possibilitava mais facilmente a deslocação para jogos no Norte ou no Sul do país.

O último árbitro a regressar foi Roberto Santos, e fê-lo hoje depois de, no Seixal, ter dirigido o Benfica-Cova da Piedade (4-1) para a Liga Revelação - na foto. No continente, desde o dia 22 de Janeiro, estiveram, em regime de concentração, para além de Roberto Santos, Henrique Caldeira, Tiago Dias e Tiago Neves, os madeirenses do C3, mais os seus auxiliares - com exceção de um caso, onde apenas um dos 'bandeirinhas' conseguiu estar presente. Ao todo, 11 elementos pertencentes ao Conselho de Arbitragem da AFM fizeram casa no Luso.

E

sta situação ficou a dever-se à circunstância destes quatro árbitros terem necessidade de verem as suas atuações observadas e, como na Madeira não há jogos, foi esta a solução encontrada. Desses, Tiago Neves fez 4 jogos neste espaço de tempo enquanto os restantes arbitraram três.

De acordo com o Regulamento, cada árbitro do C4 tem que ser observado em quatro partidas até finais de Janeiro/princípios de Fevereiro, a fim de figurar numa classificação intermédia: nesta, os 20 primeiros de um grupo de 60 vão, posteriormente, lutar pela subida ao C3, e entre os restantes os 10 melhores permanecerão no final no C4, enquanto os outros descerão aos Distritais/Regionais.

8 visualizações

Posts recentes

Ver tudo