top of page
Buscar
  • Henrique Correia

Élvio Sousa já recebeu contas da viagem de Albuquerque à Venezuela



"Numa rápida passagem fez-me lembrar os luxos, os pajens, os músicos, os cronistas da sumptuosa embaixada enviada pelo Rei D. Manuel I ao papa Leão X, nos inícios do século XVI", escreve o líder parlamentar do JPP.



Foto DR/JM


Ainda não divulgou dados concretos mas Élvio Sousa, o líder parlamentar do Juntos Pelo Povo, na Assembleia Regional, já revelou ter recebido ontem (segunda-feira, 23 de janeiro) o que retrata como "os últimos “segredos de Estado” da principesca viagem de 110 mil euros à Venezuela".

O deputado escreve que "numa rápida passagem fez-me lembrar os luxos, os pajens, os músicos, os cronistas da sumptuosa embaixada enviada pelo Rei D. Manuel I ao papa Leão X, nos inícios do século XVI".

E cita a Bíblia, Mateus - Mt 10, 26.33:

“ Não tenhais medo deles. Não há nada de oculto que não venha a ser revelado e nada de escondido que não venha a ser conhecido”.

Recorde-se que a página do JPP na Assembleia tinha vindo a público, ontem, anunciar que "Miguel Albuquerque deveria ter facultado, até a passada sexta-feira, as despesas da "viagem principesca" à Venezuela, após sentença do Tribunal Administrativo do Funchal. Contudo, Élvio Sousa continua a aguardar por resposta.

"Albuquerque está com medo de mostrar publicamente onde gastou 110 mil euros na ida à Venezuela?"

Atente-se ao facto da viagem de Miguel Albuquerque à Venezuela não ter sido organizada pelos serviços do Governo, alegadamente por falta de meios próprios que justificaram o recurso a uma empresa privada, a Rameventos, que já tem organizado outras iniciativas do Governo e de algumas câmaras municipais.

Resta aguardar pelo seguimento que o JPP vai dar ao assunto e se publicará em algum dos jornais ou, por eventual impedimento, apenas dará a conhecer nas suas plataformas digitais.

44 visualizações
bottom of page