top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

150 milhões do PRR reforçam medidas para transição climática e digital



Digitalização do Serviço Regional de Saúde permite melhorar o acesso do cidadão aos serviços.




O secretário regional das Finanças foi à conferência da ACIF dizer que "o Plano de Recuperação e Resiliência enquadra esta estratégia de transição digital da Região para que a Região continue no caminho do progresso e da melhoria da qualidade de vida da sua população”.

No Orçamento da Região para 2023, o Governo Regional aportou cerca de 150 milhões de euros provenientes do Plano de Recuperação, que vão reforçar as medidas de resiliência, de transição climática e de transformação digital da nossa Região.

E neste último domínio, o governante falou de medidas como, por exemplo, “o da digitalização do Serviço Regional de Saúde, que vai permitir a sua desmaterialização, reduzindo as necessidades sentidas e assegurando o acesso mais fácil e direto de todos os cidadãos aos cuidados de saúde, nomeadamente no que se refere a medidas de recuperação das listas de espera de vários consultas e cirurgias”.

Falou, também, “da digitalização na área da Educação, que permitirá dar continuidade à modernização da escola digital, criando condições para a inovação educativa e pedagógica, através do desenvolvimento de competências em tecnologias digitais”.

E ainda da “modernização e desmaterialização da Administração Pública Regional, através de novos serviços e aplicações, que facilitem a vida dos cidadãos e promovam ganhos de eficiência e de produtividade para entidades públicas e privadas”, refere uma nota publicada nas plataformas digitais do Governo.

9 visualizações

Comentarios


bottom of page