top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

A Madeira não é uma colónia, mas sim uma Região Autónoma



Pedro Nuno Santos num comício em Machico.




O secretário-geral do PS e candidato a primeiro-ministro Pedro Nuno Santos deixou hoje claro que com o PS as Autonomias regionais continuarão a ser respeitadas.

Num comício em Machico, com mais de 400 militantes e simpatizantes, o candidato afirmou que “a Madeira não é uma colónia”, mas sim uma Região Autónoma e que, como tal, com o PS no Governo, continuará a ser respeitada.

Fortemente aplaudido, o secretário-geral socialista sublinhou que a Autonomia é uma das maiores conquistas de Abril, algo sempre reconhecido pelo PS. “Nós levamos sempre a sério a Autonomia Regional. Nós acreditamos na Autonomia Regional. Nós praticamos a Autonomia Regional. Ela não é um slogan para nós”, sustentou. Pelo contrário, disse que isso não acontecia quando Luís Montenegro era líder parlamentar do PSD, altura em que a Lei de Finanças Regionais não era respeitada.

Pedro Nuno Santos defendeu um Portugal inteiro, olhando a todas as Regiões, garantindo que “a coesão territorial que queremos para Portugal inteiro é a coesão territorial que os socialistas da Madeira querem para a Madeira inteira”. Destacou também a importância estratégia do mar, defendendo que a sua gestão deve ser feita em conjunto com a Região. “Não é sem a Madeira ou de costas voltadas”, frisou.

Por outro lado, o candidato a primeiro-ministro advogou a extinção do cargo de Representante da República, salientando que “a Madeira não é uma colónia” e sim uma Região Autónoma e acrescentando que a Autonomia regional “nunca serviu de desculpa para não assumirmos a solidariedade nacional”.

4 visualizações

Comments


bottom of page