Buscar
  • Henrique Correia

A mim o Presidente da República não me chama mentiroso


Miguel Albuquerque garante que se tivesse recebido convite para o 10 de junho em Londres teria ido e já não ia de férias.




O presidente do Governo Regional está muito bem com o Governo da República e muito mal com o Presidente da República. Continua a insistir que não foi convidado para o 10 de junho em Londres, que Belém não fez chegar qualquer convite nem formal nem informal. "Não me chamam mentiroso, muito menos o Presidente da República".

Se tivesse recebido convite para o Dia de Portugal em Londres, Albuquerque diz que teria ido. E para aqueles que dizem ter-se tratado de uma encenação e birra porque já tinha férias marcadas, diz ser una ideia "ridícula". Diz sem hesitar: "Claro que teria ido a Londres".

As relações com Marcelo Rebelo de Sousa estão, assim, azedas. Em declarações à RTP Madeira, Albuquerque diz nunca ter tido ilusões relativamente a Marcelo. "Tem o mesmo andamento popularucho. Não se empenha na defesa da Madeira e dos madeirenses".

Sem dúvida que esta posição de Miguel Albuquerque, dizendo que não está a mentir relativamente ao facto de não ter havido convite de Belém, coloca as relações com Marcelo num dos piores patamares de sempre. Albuquerque diz que não mente, mas coloca a dúvida de mentira sobre o Chefe de Estado, o que institucionalmente é de uma gravidade de nível elevado.

26 visualizações