Buscar
  • Henrique Correia

A obra "mostra-se" nos tetos da Sé


A obra foi financiada por fundos comunitários, sendo que o projeto “Conservação e Restauro dos tetos Mudéjares da Sé do Funchal”, no valor de 1.161.228 euros, foi aprovado em maio de 2019.




A obra está pronta e de qualidade ao níveldo restauro e da conservação. Foi hoje a cerimónia de inauguração dos Tetos Mudéjares da Sé do Funchal, uma obra de conservação e restauro promovida pelo Governo Regional, através da Secretaria Regional do Turismo e Cultura e pela Diocese do Funchal.

A importância desta intervenção, que teve início em Novembro de 2019, "residiu na raridade dos tetos da nave central, naves laterais e transeptos, em estilo mudéjar, únicos em Portugal, tendo em conta a sua dimensão e características", como podemos ler no site da secretaria regional do Turismo e Cultura.

A obra foi financiada por fundos comunitários, sendo que o projeto “Conservação e Restauro dos tetos Mudéjares da Sé do Funchal”, no valor de 1.161.228 euros, foi aprovado em maio de 2019 com um apoio FEDER de cerca 987 mil euros, complementado com 174 mil euros do Orçamento Regional.

A secretaria refere que foi a empresa Atelier Samthiago, Conservação e Restauro a ganhar o concurso público para a obra de restauro, intervenção que contou com a colaboração de aproximadamente 36 profissionais (entre conservadores-restauradores, carpinteiros e outros técnicos), de várias nacionalidades".

O momento ficou marcado por um concerto da Orquestra Clássica da Madeira, a que assistiram as principais entidades regionais.


5 visualizações