Buscar
  • Henrique Correia

A "tropa do Sporting" tem processo em cima; vídeo viral incomoda hierarquia


Este é o vídeo do episódio qye ocorreu num quartel da Madeira e que que vai para averiguações:

https://www.youtube.com/watch?v=RHdxIKT8W40




O exército abriu um processo de averiguações para apurar todos os contornos que levaram a Banda Militar da Madeira a entoar a "nova" marcha do Sporting, é como se fosse marcha oficial, "só eu sei porque não fico em casa", o que surge num contexto em que os "leões se sagraram campeões nacionais de futebol. A Banda ensaiava na parada de um quartel da Madeira. O vídeo "corre mundo" e isso incomodou a hierarquia.

Não vá, como diz o povo, andarem a brincar com a tropa, o Exército já preveniu maiores consequências, atendendo a que o vídeo tornou-se viral e a banda, no quartel da Madeira, ficou famosa por razões diferentes, que não a sua capacidade de interpretação.

Não é que esteja em causa qualquer crime lesa Pátria, por parte dos que juraram fidelidade ao País e à Bandeira, só a isso. Mas também precisam ensaiar com músicas de verdade e, se possível, dentro do que está na moda. E cantar Sporting é o que está a dar, ainda que a tropa, não podendo brincar em serviço, não pode dar a ideia que tem preferências clubísticas, correndo o risco de terem "à perna" os adeptos do Benfica e do Porto, dizendo que também pagam a tropa e não é para gritar Sporting, Sporting, Sporting".

Como somos um povo que fica mais indignado com a Banda a tocar Sporting-por acaso ficava mais satisfeito se fosse do Benfica - do que com o roubo de Tancos ou os excessos dos Comandos, que já mataram pessoas, vamos vendo tornar-se viral um toque de tropa que só de ouvir é verde.

O Exército vai averiguar. E faz bem, lá sabe o que pode ou não ser feito pelos regulamentos, que devem ser respeitados. Ali, as questões particulares, de todos ou de quem manda, não podem sobrepor-se aos deveres que uma farda exige.



21 visualizações