Buscar
  • Henrique Correia

Aberto concurso para os radares do Aeroporto; a "bola" passou para a Região


Sérgio Gonçalves: "Cabe agora ao Governo Regional fazer a sua parte e desenvolver um plano de contingência integrado".





O PS-M congratulou-se com a abertura do concurso público para a aquisição dos radares para o Aeroporto da Madeira, mas não deixa de alertar que "cabe agora ao Governo Regional fazer a sua parte e desenvolver um plano de contingência integrado, uma vez que haverá sempre dias em que, inevitavelmente, continuarão a verificar-se condicionamentos".

Conforme foi hoje anunciado, a NAV Portugal – Navegação Aérea de Portugal publicou em Diário da República o anúncio de concurso público para o fornecimento e instalação de um sistema para deteção e alerta de turbulência e ‘wind shear’ no Aeroporto da Madeira, por um valor base de 3,5 milhões de euros.

nota dos socialistas, Sérgio Gonçalves, líder líder do PS Madeira, manifesta a sua satisfação pela abertura de procedimento para a aquisição dos referidos equipamentos, salientando que a instalação dos mesmos irá melhorar as condições de acessibilidade ao Aeroporto da Madeira.

Mas o líder dos socialistas madeirenses afirma que a instalação dos radares por si só não irá solucionar o problema por completo, como tantas vezes o próprio Governo Regional tem feito crer. Como refere, apesar dos avanços que os radares irão proporcionar, haverá sempre dias em que se verificarão condicionamentos, uma vez que os ventos não deixarão de existir nem os próprios limites de vento foram alterados.

Sérgio Gonçalves frisa, por isso, que cabe agora ao Governo Regional fazer a sua parte e desenvolver um plano de contingência integrado para fazer face a esses dias em que, necessariamente, haverá constrangimentos. “Esta é uma competência exclusiva do Governo Regional para mitigar este problema com que a Região se confronta".

6 visualizações