Buscar
  • Henrique Correia

Aeroporto sem plano de contingência nem medição dos ventos, insiste o JPP


O Governo Regional está demasiado apático e agachado nesta matéria, e neste momento é um falhanço governativo a priorização.


Elvio Sousa, deputado do JPP, trouxe hoje a público algumas situações que se eternizam sem solução. Diz que "além do escândalo dos elevados preços das taxas aeroportuárias, que penalizam a competitividade do aeroporto e da economia da Região, existem outras barreiras que apesar de promessas de resolução pelos sucessivos governos, ainda não foram cabalmente resolvidas. Falo, concretamente, da inoperacionalidade do aeroporto da Madeira, e das sucessivas promessas não cumpridas da instalação dos radares para a medição dos ventos, e da falta de um plano de contingência eficiente.”

O JPP afirma que "apesar das promessas dos governos da República PSD e PS, hoje, continuamos bloqueados pela inoperância política desses mesmos governos. “Neste momento a realidade é a seguinte: nem radares, nem plano de contingência adequado, por forma a minimizar impactes negativos no destino turístico. Consideramos, também, que o Governo Regional está demasiado apático e agachado nesta matéria, e neste momento é um falhanço governativo a priorização".

2 visualizações