Buscar
  • Henrique Correia

Afinal, há convergência no Marítimo: o problema está no ataque



João Luís e Rui Fontes unidos: em consonância com o plano traçado, estão em curso negociações para fortalecer o sector ofensivo.




Afinal, tudo está bem quando acaba bem. A divergência que parecia insanável entre o presidente do clube, o Marítimo, e o presidente da SAD, acabou de modo pacífico na sequência de um começo negativo da I Liga com três derrotas em três jogos, duas delas por cinco.

João Luís teve a postura tranquila e ponderada, do princípio ao fim, face à reação "rasgadinha" de Fontes, cuja postura contrastou e resvalou para um "partir a loiça" com a liderança da SAD. O presidente ficou com pouca margem de credibilidade para novos arrufos, lá terá que deixar passar um tempo até esquecer isto.

João Luís e Rui Fontes reuniram-se face aos maus resultados da equipa de futebol e emitiram um comunicado onde afirmam

que do encontro "emergiu a total convergência sobre o que move Rui Fontes e João Luís Martins: os superiores interesses do Club Sport Marítimo. Neste sentido, e em consonância com o plano traçado, estão em curso negociações para fortalecer o sector ofensivo da formação liderada por Vasco Seabra".


24 visualizações