Buscar
  • Henrique Correia

Ainda bem que o Governo não cedeu a pressões de famílias; lares mantêm restrições


Miguel Albuquerque: "Compreendemos a vontade das pessoas, mas penso que todos já percebemos que só estamos a proteger quem amamos"


O presidente do Governo Regional anunciou hoje que os lares vão continuar com visitas restringidas. Para defesa dos seus utentes. E duz que ainda bem que o Governo não cedeu às pressões das famílias.

Questionado pelos jornalistas acerca do que se passa no Lar da Misericórdia de Machico, Miguel Albuquerque disse que todos os utentes e funcionários estão a ser testados e que foi imediatamente acionado o plano de contingência, estando-se agora a aguardar os resultados dos testes.

O líder madeirense destacou o facto de, no verão, o Governo ter sido fortemente pressionado por familiares para que fossem retomadas as visitas normais nos lares, sem restrições. «Ainda bem que não cedemos. Compreendemos a vontade das pessoas, mas penso que todos já percebemos que só estamos a proteger quem amamos», adiantou

14 visualizações