top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Albuquerque alarga diferencial e vai reduzir o IRS nos 5.º e 6.º escalões



Os acordos com o CDS e com o PAN serão divulgados.





O presidente do Governo Regional revelou hoje, à RTP M/Antena1 Madeira, que vai alargar, a mais escalões, o diferencial de 30% que é permitido à Região como redução do IRS. Sobretudo nos 5.º e 6.º escalões,

Neste momento, é menos 30% nos primeiros quatro escalões, 15% no quinto escalão, 9% no sexto e nos seguintes 3, 3, 1%. Miguel Albuquerque diz que a ideia é fazer reduções progressivas, o que sognifica que os 30% não deverão ser esgotados já em 2024 além dos primeiros quatro escalões já contemplados.

Numa primeira fase, o líder do Executivo diz que haverá uma devolução de 12 milhões aos contribuintes.

Outro ponto "quente" deste início de governação prende-se com a crítica sobre o secretismo à volta dos acordos de coligação, com o CDS, e de incidência parlamentar com o PAN. Albuquerque clarifica e revela que os acordos serão tornados públicos.

Sobre o seu futuro politico, tal como afirmou várias vezes, só irá falar a seu tempo. Sabe que se disser agora que gai sair em 2027, as pessoas com ambições dentro do PSD vão posicionar e não quero se se guerreiem.

Relativamente ao Governo, Albuquerque diz que este mandato terá muita atenção no Parlamento em virtude de um dos partidos do acordo de incidência parlamentar não fazer parte da coligação e haver necessidade de uma maior previsão e negociação.

15 visualizações

Yorumlar


bottom of page