Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque anuncia mais assistência na Cultura ao "som" de protestos do setor


Recolher obrigatório será reduzido, restaurantes abertos até mais tarde, mais retoma no Desporto e Porto Santo continua igual



Reunião entre Albuquerque e a Autoridade de Saúde, sábado e domingo, será decisiva


Foi ao "som" de um protesto da Cultura que Miguel Albuquerque anunciou praticamente que as salas de espetáculo terão assistência alargada na Região, desde que cumpram proteção e distanciamento. Será uma das medidas a anunciar segunda-feira. Falou das medidas e ironizou com o protesto, preferindo dizer que as palavras de ordem, perfeitamente audíveis, eram de regozijo pelo trabalho do Governo na defesa do património, como por exemplo o objeto desta visita, a recuperação dos tetos da Sé.

Mas o presidente do Governo Regional foi hoje mais claro quanto às medidas de contenção à Covid-19, que na próxima segunda-feira vão sofreu uma nova abertura, um aligeirar da pressão, designadamante no alargar do recolher obrigatório e no prolongamento do fecho dos restaurantes, sem avançar horários concretos.

Miguel Albuquerque, falando à margem da visita às obras de conservação e restauro dos tetos mudéjares da Sé, importantes do ponto de vista da preservação do património e de um monumento nacional, garantiu, ainda, que existirão alterações relativamente ao desporto e à cultura, nomeadamente no aumento da lotação para as salas de espetáculo. As medidas para o Porto Santo, que têm dado bons resultados, são para manter.

O Chefe do Executivo reafirma que a decisão será tomada segunda-feira, em conferência de imprensa, depois de reuniões que vai manter com a Autoridade Regional de Saúde, no sábado e no domingo, para avaliação do estado epidemiológico da Região e dos resultados relativos à reabertura presencial das aulas em todos os graus de ensino.

Albuquerque diz que a epidemia não desapareceu, lembrou que a Madeira tem 288 casos ativos, importante para uma avaliação, reflete que é preciso tomar cuidado atendendo a que é importante aproveitarmos o verão e a reabertura dos mercados turísticos.

15 visualizações