Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque dá exemplo de amigo saudável que morreu de Covid numa semana

Presidente do Governo lança alertas, põe saúde em primeiro lugar, quer retoma do turismo e promete apoios para funcionamento das empresas, ao todo 40 milhões


Foi com esta revelação que Miguel Albuquerque começou a sua intervenção durante a visita à Quinta do Furão. Um aviso para aqueles que julgam qua a Covid-19 só atinge idades mais avançadas. "Um amigo nosso morreu nuna semana, era saudável, tinha cinquenta e tal anos".

Uma forma de alertar para os perigos da pandemia e chamar a atenção de quem pensa que a Covid-19 é inofensiva. Por isso, vêm aí medidas fortes para apertar a "malha" nas entradas nos aeroportos. Os testes já são obrigatórios para quem chega mesmo que tenja estado cinco ou seis horas fora da Região. Quinta-feira é o desporto não profissional.

O presidente do Governo fala em tempos atípicos, no País, na Europa, no Mundo. E afirma que "a obrigação política do meu governo é apontar o caminho para salvaguardar a saúde e a vida de todos e, simultaneamente, garantir o funcionamento da economia e a salvaguarda dos postos de trabalho".

Albuquerque quer que o turismo aproveite a vantagem competitiva com outros mercados, que é a circunstância de não haver focos locais da doença.

Alem disso, lembra que, em matéria de apoios às empresas, há 10 milhões para despesas de funcionamento, até dezembro, sendo que no próximo ano serão disponibilizados 30 milhões.


268 visualizações