Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque dá força à polícia para intervir contra os "arraiais noturnos" na cidade


O presidente do Governo releva a responsabilidade dos empresarios e qyanto aos jovens diz que "a malta nova está farta disto e quer beber uns copos, é natural".




O presidente do Governo Regional disse hoje que relativamente aos ajuntamentos noturnos, no Funchal, que parecem arraiais, "a polícia tem atuado, e acho bem que atue para contermos a pandemia". O presidente do Governo falava à margem da apresentação da XXI edição da Regata Internacional Canárias – Madeira e da X edição do Transquadra".

Miguel Albuquerque diz, no entanto, que essas são situações pontuais e que os empresários têm demonstrado uma grande responsabilidade no cumprimento das regras e alguns optam mesmo pelo encerramento dos espaços para evitarem algumas situações que podem contribuir para o agravar da pandemia e não querem voltar a fechar".

O chefe do Executivo compreende que os jovens queiram divertir-se: "Os jovens estão fartos disto e querem beber uns copos, é natural. Mas devem perceber que é preciso assumir determinadas regras, até porque a nova variante atinge mais os jovens. Mas estas situações são pontuais, alguns jovens até trazem bebidas de casa e vão ficando".

Relativamente ao risco de aumento de casos, Albuquerque diz que isso está a acontecer e era expectável, uma vez que está aberto o mercado turístico, particularmente britânico, além de se dar o regresso dos estudantes universitários que vêm passar as férias de verão. Estamos a testar e a monitorizar, as cadeias estão identificadas".

3 visualizações