Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque disponível para dialogar com este "Governo mais equilibrado"


Presidente do Governo acredita numa boa relação com a República e coloca no topo das prioridades a clarificação do financiamento ao novo Hopistal, o CINM e a Lei de Finanças Regionais.




O presidente do Governo Regional considera este Governo da República, com 17 ministérios e 38 secretarias de Estado, "mais equilibrado do que o anterior".

Miguel Albuquerque está de visita ao Porto Santo e foi ali que manifestou desejo que o novo Governo nacional trabalhe no sentido da recuperação do País, não só no pós pandemia, mas também agora no contexto de guerra na Ucrânia.

O líder do Governo Madeirense mostra total disponibilidade para colaborar nesse trabalho e é isso mesmo que vai dizer a António Costa quando estiver presente na tomada de posse, a 30 de março, onde vai pedir uma audiência para falar dos assuntos pendentes com a Região.

A clarificação do financiamento do novo Hospital, o Centro Internacional de Negócios e a Lei de Finanças Regionais estão no topo das prioridades a debater com Lisboa. E Albuquerque acredita que a relação com a República será melhor uma vez que António Costa " já não tem objetivos na Madeira com as cinco derrotas do PS, além de não estar preso à esquerda para a governação, atendendo a que tem maioria absoluta.

6 visualizações