Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque diz que não vai "afrouxar" nas medidas; polícia "aperta" na Páscoa


"Não vamos afrouxar. Temos pandemia na Madeira e não haverá tolerância para o recolhimento. Faço um apelo para que as pessoas cumpram"




O presidente do Governo Regional anunciou, hoje, uma reunião com a PSP e GNR, no sentido de uma maior fiscalização na semana da Páscoa. Tudo porque, nos últimos dias, tem sido maior a circulação de pessoas dentro do período de confinamento, na Madeira, que como se sabe é entre as 19 e as 5 horas, de segunda a sexta, e entre as 18 e as 5 aos fins de semana e feriados.

Os bares também irão estar debaixo de olho das autoridades. Os convívios estão proibidos.

Miguel Albuquerque foi claro: "Não vamos afrouxar. Temos pandemia na Madeira e não haverá tolerância para o recolhimento. Faço um apelo para que as pessoas cumpram, temos a vida a funcionar e a única restrição é recolher às 19 horas de segunda a sexta e às 18 aos fins de semana".

O presidente do Governo diz mesmo que as medidas de recolhimento deverão prolongar-se depois da Páscoa.

Quanto ao regresso das aulas presenciais, Miguel Albuquerque reafirmou que a prioridade vai para os 10º, 11º e 12º anos, que vão retomar a atividade presencial a 8 de abril.

As declarações de Albuquerque foram prestadas à margem da visita a uma exploração agrícola, na Tabua, onde também esteve o secretário regional da Agricultura, Humberto Vasconcelos.







11 visualizações