Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque diz que na Madeira a Polícia Florestal não vai acabar



Presidente do Governo lembra os 2,5 milhões investidos nesta força.






O Governo Regional investiu 2,5 milhões de euros na operacionalidade e eficácia da Polícia Florestal, verba que permitiu a reabilitação de seis torres de vigilância – essenciais à deteção de fogos nascentes – e de 12 casas florestais, assim como a aquisição de onze viaturas e de equipamento pessoal.

Miguel Albuquerque disse, no aniversário daquela policia, na Praça do Povo, que "infelizmente, o corpo de Polícia Florestal foi extinto no Continente em 2006" e garantiu que "esse erro político, que o país está a pagar muito caro, não irá acontecer aqui, na Madeira".

"Tenho o grato prazer de constatar que a nossa Polícia Florestal continua a granjear junto da nossa população o respeito, a admiração e a credibilidade», concluiu.

8 visualizações