Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque foi ao Conselho Regional apelar à união no PSD e eleger o alvo: PS


José Prada: "Temos a obrigação de recuperar a nossa liderança política local".



O líder do PSD Madeira foi hoje ao Conselho Regional do partido deixar um apelo para que se "mantenha o espírito de união e mobilização rumo às Autárquicas", lançando críticas à oposição e vincando que "o PSD/M irá apresentar, à população, os melhores programas de ação para o futuro, na certeza de que só o seu Partido é capaz de liderar o novo ciclo que se aproxima na Região".

Miguel Albuquerque reitera que "temos todas as condições e iremos trabalhar para vencer a maioria das Câmaras e Juntas de Freguesia, nas próximas Eleições” . Disse que “temos equipa, temos candidatos motivados que saíram da sua zona de conforto e temos a certeza de que reunimos todas as condições para vencer as próximas Eleições”, reiterando que o principal adversário é o “PS/M, Partido ao serviço do colonialismo de Lisboa”, cuja direção atual classificou, inclusive, como a pior desde a fundação da Autonomia".

O secretário-geral do partido, José Prada, apontou a obrigação de trabalhar "pelo melhor resultado nas próximas Eleições e temos a obrigação de recuperar a nossa liderança política local, entendida como meio de fazermos mais e melhor pela nossa terra e pelas nossas gentes”, vincando que o PSD/M "tem de recuperar o poder local, “que faz parte da sua natureza”, enquanto Partido de proximidade, do terreno e que sempre soube estar ao lado do povo, ouvir e trabalhar em nome das soluções".

Nas deliberações, o Conselho Regional apontou objetivos para a vitória nas eleições autárquicas, sientando por outro lado, a disponibilidade, o sentido de missão e o compromisso assumido pelos 11 candidatos às eleições autárquicas, o Conselho Regional reafirma, nesta ocasião, estarem reunidas todas as condições para que o PSD/M saia vitorioso do próximo ato eleitoral.

O Conselho Regional acredita na vitória e reafirma, desta forma, a sua confiança nos projetos de futuro que Pedro Coelho, Carlos Teles, João Paulo Luís, José António Garcês, Brício Araújo, Norberto Ribeiro, Nuno Batista, Marco Gonçalves, Gualberto Fernandes e Pedro Calado - a par de Ricardo Nascimento, cujo Movimento é apoiado pelo PSD/M - irão apresentar ao eleitorado, considerando que os mesmos representam a única alternativa válida para garantir a qualidade de vida, a segurança e o desenvolvimento que as populações ambicionam e legitimamente merecem, especialmente nos concelhos hoje governados pela oposição.

18 visualizações