Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque não faz por menos: "Dos piores Governos desde Vasco Gonçalves”.


Rui Barreto: "Os nossos candidatos têm um caderno de encargos, têm condições e representam o voto útil".





Foi um domingo "recheado" de figuras de topo da coligação PSD/CDS, os lideres regionais Miguel Albuquerque e Rui Barreto juntaram-se para dizer "Madeira Primeiro", o slogan de candidatura às eleições de 30 de janeiro para a Assembleia da República. Tanto Albuquerque como Barreto apontaram "baterias" ao Governo do PS liderado por António Costa, que por acaso esta semana vem à Madeira para a campanha depois de passar pelos Açores.

Rui Barreto lembra que "o PS não esteve presente, não foi solidário nem acautelou os interesses da Madeira". Miguel Albuquerque diz que “a reeleição de António Costa seria uma má noticia para a Madeira”.

“Aquilo que António Costa tem para apresentar é a regressão do País, é a estagnação económica e social e é o facto de Portugal estar a ser ultrapassado por parte de todos os Países europeus”, reiterou, deixando claro que, no que respeita à Madeira, “este foi, de facto, um dos piores Governos desde Vasco Gonçalves”.

Barreto sublinhou que, a 30 de janeiro, "não é só a eleição do Primeiro-Ministro que está em causa, mas, também, a eleição de seis deputados da Madeira dos 230 do parlamento nacional. “Os nossos candidatos têm um caderno de encargos, têm condições e representam o voto útil, até porque quanto mais deputados Autonomistas forem eleitos, maior será a garantia de que os interesses da Madeira e dos Madeirenses serão sempre salvaguardados quando for necessário negociar na Assembleia da República”, apelou.

8 visualizações