Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque não vai ao Dia do Funchal e faz-se representar por Pedro Ramos


Os 513 anos do Funchal ocorrem num contexto particularmente importante para a cidade em ano de eleições autárquicas.



O presidente do Governo Regional não vai estar presente nas comemorações do Dia da Cidade do Funchal, que este sábado assinala 513 anos.

Miguel Albuquerque delega a representação no secretário regional da Saúde e Proteção Civil, Pedro Ramos.

A informação não foi veiculada pela Quinta Vigia, mas sim pela secretaria que tutela a Saúde.

Os 513 anos do Funchal ocorrem num contexto particularmente importante para a cidade em ano de eleições autárquicas, onde tanto o PSD como o PS têm legítimas aspirações de vitória, através dos seus candidatos, designadamente Pedro Calado e Miguel Gouveia, em duas coligações que certamente irão bipolarizar o resultado final, em função da aposta de cada uma das forças em presença.

Para o PSD, esta eleição corresponde a uma aposta muito forte tendo em vista a reconquista da Autarquia principal da Região, que foi perdida para Paulo Cafôfo. Por tudo isso, este ano, o Dia do Funchal assume contornos de importância acrescida, pelo que não deixa de ser motivo de referência que o líder do PSD Madeira e presidente do Governo tenha decidido fazer-se representar num dia importante para a Câmara que pretende reconquistar e onde já foi presidente.


15 visualizações