Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque nas barraquinhas alerta para vacinação das crianças


"A decisão é inteiramente dos pais", mas entendo que estes compreenderão ser essa a melhor solução para proteger os filhos".







Miguel Albuquerque deixou hoje duas certezas na visita ao Mercadinho de Natal, na Placa Central: a apresentação de certificado e teste à entrada é para manter; a vacinação de crianças vai avançar mas obviamente com decisão dos pais.

O presidente do Governo visitou as barraquinhas e reagiu à fraca afluência desta forma: "A afluência incrementará nas semanas que antecedem o Natal".

O Chefe do Governo recordou tratar-se de "um espaço de acesso controlado, sendo solicitada a apresentação de certificado de vacinação e teste, sublinhando que esse controlo sanitário, assumido desde o primeiro momento pelo Executivo, é para manter na medida em que a saúde e o interesse coletivo estão em primeiro lugar", refere uma nota publicada no Facebook do Governo.

Esta mesma informação revela que Miguel Albuquerque disse que "na próxima semana vão ser criados alguns espaços expositivos defronte das “casinhas” para que o público possa melhor percecionar os produtos presentes no certame".

Quanto à vacinação das crianças dos 5 aos 11 anos, Miguel Albuquerque espera boa adesão na vacinação das crianças. Mas salvaguarda: "A decisão é inteiramente dos pais", mas entende que estes compreenderão ser essa a melhor solução para proteger os filhos, a família e a comunidade escolar.

A pública do Governo acrescenta que “a meta é vacinar o maior número de crianças possível”, remetendo para declarações de Miguel Albuquerque.

“Eu acho que é fundamental. Agora, como é sabido, é com a autorização dos pais. No início pode haver alguma relutância, mas eu penso que os pais vão ficar convencidos que a melhor solução é sem sombra de dúvida proteger as suas crianças”, continuou.



4 visualizações