Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque: "Nem a sociedade fecha nem a Economia pára"


"Entendemos que é fundamental devolvermos o capital às empresas, de modo a que estas possam voltar a aplicá-lo em investimento e em mão-de-obra qualificada".






O presidente do Governo Regional foi claro, hoje, à margem da inauguração de um restaurante na Camacha "Adega do Pomar": não vai fechar a Sociedade, nem parar a Economia. A aposta continuará a recair nos "apoios às empresas e na redução fiscal, também para as famílias".

Falando para os presentes na inauguração da Adega do Pomar, Miguel Albuquerque realçou o apoio do seu Executivo às empresas, lembrando que na próxima semana será apresentado o Orçamento para 2022, «onde mais uma vez está consubstanciada a redução do IRC, agora para 14,7%». Ou seja, "uma devolução para as empresas de 14 milhões de euros/ano". "Reduzimos para o máximo que podemos reduzir!", enfatizou.

"Entendemos que é fundamental devolvermos o capital às empresas, de modo a que estas possam voltar a aplicá-lo em investimento e em mão-de-obra qualificada", disse.

O mesmo, recordou, «vai acontecer com as famílias, com a redução no terceiro escalão para 20% e com a redução no quarto escalão para 15%».


«Isto significa que o meu Governo continua a fazer a redução fiscal e, simultaneamente, a dar todo o apoio que os empresários precisam para poderem continuar a investir», sublinhou, a concluir.

18 visualizações