top of page
Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque põe fasquia alta: vencer em 2023 "de forma contundente"

"A maioria que governa está a funcionar bem, não há razões para a mudar, é em coligação que o PSD/M se apresenta às Regionais de 2023"




“Temos de vencer, de forma contundente, as Eleições Regionais de 2023”. Foi esta fasquia alta que Miguel Albuquerque colocou hoje perante o Conselho Regional do PSD/M, um patamar que visa obviamente a coligação e não propriamente apenas o que valerá, efetivamente, o partido por si só. O líder social democrata assume de "corpo inteiro" a coligação que se apresentará às eleições: "A maioria que governa está a funcionar bem, não há razões para a mudar, é em coligação que o PSD/M se apresenta às Regionais de 2023"

Albuquerque reiterou a importância de garantir e reforçar a unidade na ação e a mobilização do Partido para os objetivos comuns que se pretendem alcançar, assim como a necessidade de manter a estratégia e o trabalho que têm vindo a ser desenvolvidos a favor dos Madeirenses, contra um adversário político, o PS, que está claramente identificado e que esquece a Madeira para estar ao serviço de Lisboa.

Miguel Albuquerque que fez questão de sublinhar que o PSD/M tem de continuar a afirmar-se como uma referência, em termos de estabilidade, segurança e desenvolvimento, para todos os Madeirenses, deixando claro que, nas últimas quatro décadas, foi este Partido que liderou as grandes reformas sociais, estruturais e políticas levadas a cabo na Região e que esse é o caminho a seguir, contando, ouvindo e envolvendo, em todas as circunstâncias, os cidadãos da Madeira e do Porto Santo nesta preparação para o futuro, designadamente através do “Compromisso 2030”, refere uma nota publicada nas plataformas digitais do partido.


33 visualizações
bottom of page