Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque "provoca" câmaras da oposição: "Sofrem de esclerose executiva"

"Os concelhos estão na mesma desde há seis anos, uns sorrisos, cumprimentos, uns saquinhos de apoio, só conversa fiada".



Miguel Albuquerque lançou hoje uma "provocação" às câmaras que não são do PSD, não todas, menos as da Ribeira Brava e São Vicente, que não sendo PSD, é quase como se fossem, uma vez que é mais do que provável o apoio social democrata nas autárquicas de 2021.

Hoje, à margem de uma ação pública, o líder do PSD-M mandou algumas "farpas" que visam as câmaras de Funchal, Santa Cruz, Machico, Ponta do Sol, Porto Moniz e Santana: "A ideia é fazermos o que é necessário fazer, ganhar as câmaras que estão na oposição e salvaguardar os interesses da população. As pessoas de algumas destas câmaras sofrem de uma doença, que nada acontece, a chamada esclerose executiva. Os concelhos estão na mesma desde há seis anos, uns sorrisos, cumprimentos, uns saquinhos de apoio, só conversa fiada, publicidade enganosa, não há obra".

Não descarta apoio a independentes, mas o que Albuquerque diz que quer mesmo "é ter governos municipais que acompanhem, que tenham capacidade executiva. Se não houver essa capacidade os concelhos são ultrapassados pelos outros, sobretudo num momento em que se dá a retoma".

Falando de candidatos, dentro do PSD, o líder diz que tem há um timming: "O congresso do PSD-Madeira é em novembro e após o congresso vamos estabelecer uma estratégia e com tempo apresentar candidatos".

7 visualizações