Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque quer coligação, Sérgio pede reflexão e Jardim diz que "é feio cuspir no prato"


"Logo que eleito pela Coligação e após posição do Líder do PSD/Madeira, Sérgio a ambas contestou".




O presidente do PSD Madeira, Miguel Albuquerque, não deixou dúvidas quanto ao futuro da coligação governativa regional com o CDS ao dizer que é para manter em 2023, ano de eleições legislativas regionais. Logo depois, Sérgio Marques, o cabeça de lista eleito pela Madeira à Assembleia da República, nas listas da coligação, veio defender, nos dois jornais diários, uma reflexão sobre a própria coligação, embora referisse que a mesma foi importantes nestas últimas eleições.

Hoje, Alberto João Jardim, que já ontem tinha afirmado que o grande falhanço da coligação tinha sido a escolha de Sérgio Marques, que não é figura consensual dentro do PSD Madeira, veio reagir às declarações de Sérgio de forma contundente, evidenciando posição que demonstra claramente que a estabilidade interna está longe de ser alcançada. Confira o que escreveu Jardim no Facebook:

"Logo que eleito pela Coligação e após posição do Líder do PSD/Madeira, Sérgio a ambas contestou.

Missão: confundir, destruir, sempre...

É feio cuspir no prato que AINDA dá a sopa. E em hora difícil".

22 visualizações