top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Albuquerque quer rali em Santana mas Paulo Fontes não admite deselegâncias




José Paulo Fontes deixou publicamente o convite para que o presidente e a vereação do Município de Santana, se desloquem à sede do Club, durante a próxima semana,




O Club organizador do Rali Vinho da Madeira não quer ficar como o "mau da fita" neste diferendo com a Câmara de Santana (Fontes diz que o autarca do CDS refugiu-se, no pior que se pode refugiar, que é na questão técnico-jurídica dos apoios às subvenções)

e agradece as palavras do presidente do Governo que recentemente manifestou intenção de haver entendimentos e não amuos para que a prova de Santana se faça sem discussão. O clube percebe, Paulo Fontes entende, mas se Albuquerque estava à espera de ambiente menos tenso face às suas palavras, enganou-se. Fontes não se fica e como se isso não bastasse ainda sugere que o presidente da Câmara de Santana, como se sabe Dinarte Fernandes, do CDS, venha à sede do CS Madeira, na próxima semana, juntamente com a vereação, para haver entendimento. Uma situação que não será muito fácil de concretizar, uma vez que se trata de um órgão autárquico eleito, que protocolarmente não vai deslocar-se ao Funchal para "ganhar" a classificativa. Pode acontecer, mas Dinarte deverá ter muitas dificuldades de fazer essa viagem.

Paulo Fontes disse hoje que o clube organizador "sempre, em todas as suas organizações, procedeu e teve a maior lisura, e a maior cordialidade nos relacionamentos com todas as instituições e com todos os patrocinadores, numa aposta na proximidade entre as diversas entidades. A Câmara Municipal de Santana tem tido um comportamento de total desrespeito e de silêncio, criando “uma parede”, numa atitude desrespeito e desconsideração".

Fontes prossegue dizendo que "o presidente da autarquia desde o dia 02 de agosto de 2022 tem ignorado os diversos pedidos de reuniões, os vários telefonemas, os emails, não respondendo a nenhum desses contactos. Mas surpreendentemente, depois de uma publicação do Diário de Notícias foi muito rápido a responder através de um comunicado e refugiu-se, no pior que se pode refugiar, que é na questão técnico-jurídica dos apoios às subvenções.

O Rali Vinho da Madeira é um evento que é altamente patrocinado e suportado pelas entidades públicas e, portanto, toda a génesis e todo o Rali está sujeito a regras de aplicação dos dinheiros públicos, prezando sempre a transparência na gestão das contas”.

Para nós, Club Sports da Madeira nada nos move contra a população de Santana, nem contra os comerciantes de Santana, até temos muito gosto. Fomos nós que colocamos a PEC de Santana no itinerário do RVM, não foi o atual presidente, nem a vereação. Temos muito gosto em ter a PEC de Santana no Rali Vinho da Madeira".

Mas Paulo Fontes também esclarece: "Não podemos admitir as deselegâncias, as desautorizações, a falta de educação com a entidade Club Sports da Madeira que sempre trabalhou com as câmaras municipais, o nosso interesse é o Rali vinho Madeira, é a Madeira e a população da Madeira. Não estamos para estas querelas, nem entrar nestas situações”.

E é assim que José Paulo Fontes deixou publicamente o convite para que o presidente e a vereação do Município de Santana, se desloquem à sede do Club, durante a próxima semana, para uma reunião onde serão tratados todos estes assuntos. “Da nossa parte há toda a boa vontade e disponibilidade, mas não permitimos mais desconsiderações e faltas à verdade para com o centenário Club Sports da Madeira, as pessoas passam, mas a instituições ficam, e quem está a servi-las tem que honrá-las e como presidente não poderia deixar passar esta situação em claro. Queremos ser bem recebidos em Santana e que as pessoas estejam disponíveis para trabalhar e cooperar connosco, se não estão disponíveis temos que tomar atitudes".

"Estamos a definir o itinerário e o percurso do RVM 2023. Santana faz parte do itinerário da prova, porque a classificativa da Boaventura termina no Arco de São Jorge e vai passar naturalmente em Santana, porque na ligação temos que passar nas estradas locais. Temos que resolver rápido este assunto, porque não podemos estar à merce da boa vontade ou não do senhor presidente da Câmara de Santana, para definir o percurso. O regulamento da prova já deveria ser entregue na FIA, porque estamos a queimar os prazos”.

13 visualizações

Comments


bottom of page