Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque quer vice presidência parlamentar no PSD; Madruga já lá esteve


Lider do PSD/M vai negociar o lugar com Montenegro e Sara Madruga da Costa aparece melhor posicionada, com Sérgio Marques a manter o consenso por baixo internamente. Patrícia Dantas não entra, ainda, nestas contas.




O líder do PSD Madeira disse hoje, numa iniciativa pública nos engenhos do Norte, onde esteve na qualidade de presidente do Governo, que a estrutura regional do partido vai tentar colocar um deputado da Madeira na vice presidência do Grupo Parlamentar social democrata na Assembleia da República.

Esta pretensão de Miguel Albuquerque surge como o resultado lógico do apoio que deu à candidatura de Luís Montenegro à liderança do PSD, onde foi mesmo mandatário nacional. Com a vitória esmagadora de Montenegro, também na Madeira, Albuquerque ficou com uma maior capacidade negocial, suficiente para que o novo líder nacional olhe para a Madeira, onde o partido lidera o Governo, com alguma abertura de representatividade nas estruturas nacionais.

Para esta função de vice parlamentar, entre os três deputados do PSD, Sara Madruga da Costa surge com alguma vantagem, primeiro porque já desempenhou a vice presidência da bancada parlamentar precisamente quando Montenegro foi líder parlamentar, no tempo de Passos Coelho, segundo porque nas preferências de Albuquerque Sara aparece em boa "cotação política" para o cargo, sendo que Sérgio Marques assume uma posição de menor relevância e muito menor consenso interpartidario, além de que Patrícia Dantas chegou agora e aparece claramente fora destas "contas".

Neste contexto nacional, as eleições do PSD tiveram uma particularidade interessante, para uns, problemática para outros. Tanto Montenegro como Jorge Moreira da Silva têm ligações fortes a Passos Coelho, o que na prática poderá resultar num certo retomar de alguma estratégia "passista", com Miguel Albuquerque a ter, também, uma parte de responsabilidade no apoio que deu, à época, a Passos Coelho.

Os tempos são outros, é verdade, mas há quem coloque algumas reticências nesta ascensão de Luís Montenegro na liderança do PSD. Só o tempo dirá.

9 visualizações