top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Albuquerque suspeito de condicionar a comunicação social



"Temos assistidos, nos órgãos de comunicação social locais, a notícias sobre a presença da comunicação social do continente, sobre o aluguer de carros por parte dos inspetores, é de bradar aos céus", disse o editor da CNN Henrique Machado.




Uma das suspeitas que incidem no processo a Miguel Albuquerque é a de atentado ao estado de direito através de condicionar a comunicação social.

Esta intervenção, segundo se suspeita, faz-se pela via financeira e pela intervenção de grupos económicos supostamente favoráveis ao Governo para influenciar os conteúdos editoriais na Região.

Recorde-se que o Governo Regional vendeu o Jornal da Madeira (hoje JM) por 10 mil euros, aos empresários Avelino Farinha e Luís Sousa, sendo que posteriormente o mesmo empresário do grupo AFA entrou também para o capital do Diário.

"Temos assistidos, nos órgãos de comunicação social locais, a notícias sobre a presença da comunicação social do continente, sobre o aluguer de carros por parte dos inspetores, é de bradar aos céus", disse o editor da CNN Henrique Machado.

14 visualizações
bottom of page