top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Albuquerque vai renunciar depois de muitas pressões de lá e de cá




A renúncia implica a existência de um nome para substituir e um governo de gestão até o Presidente da República dissolver o Parlamento Regional, o que só poderá acontecer depois de março.



O canal de televisão CMTV está a revelar que uma fonte da Aliança Democrática garantiu que Miguel Albuquerque vai renunciar à presidência do Governo Regional e decidiu não esperar pelo resultado da maioria absoluta. Sabe-se que abandona o Governo e o partido.

O ainda líder do Governo e do PSD-Madeira vai reunir esta tarde a Comissão Política, após o que vai anunciar a decisão publicamente.

A renúncia implica a existência de um nome para substituir e um governo de gestão até o Presidente da República dissolver o Parlamento Regional, o que só poderá acontecer depois de março em virtude da Assembleia não poder ser dissolvida nos primeiros seis meses de Legislatura.

Miguel Albuquerque, arguido em caso de suspeita de corrupção, estava a ser alvo de pressões do PSD nacional e de alguns sectores da estrutura regional a se demitir, havendo a preocupação generalizada de não afetar mais a imagem do partido em véspera de eleições legislativas nacionais. A retirada de confiança por parte do PAN deixou Albuquerque sem margem.

No seio do PSD Madeira, há a ideia que o futuro nome não pode ser nenhum dos secretários, uma vez que este governo está "ferido" de confiança. Até às eleições, haverá um governo de gestão e a ideia poderá ser a escolha de uma figura consensual, no PSD e no PAN, falando-se entre outros em Guilherme Silva para assegurar a transição.

49 visualizações
bottom of page