Buscar
  • Duarte Azevedo

Andreas Karo no Marítimo: 'central-direito' foi formado em Inglaterra e é internacional pelo Chipre


Jogador estava ligado à Lázio que fica com 50% do passe


Chegou hoje e já foi apresentado como jogador do Marítimo: Andreas Karo, 24 anos, 1,90 metro de altura. Um internacional pelo Chipre, camadas jovens e seleção principal, que vem de um escalão secundário de Itália, mais precisamente do Salernitana, da cidade de Salerno, onde jogava emprestado pela conhecida Lázio de Roma.

Com apenas um 'lateral-direito' de raiz no plantel, Cláudio Winck que este domingo estará ausente em Guimarães - deverá ser substituído por Rúben Macedo -, era natural que os verde-rubros procurassem conseguir algum jogador para essa posição. A verdade é que se não vier mais ninguém, este cipriota que curiosamente foi formado em Inglaterra - esteve no Nottingham Forest desde bem jovem até aos sub-21 -, tem caraterísticas para encaixar no lado direito de uma defesa com três centrais, como Milton Mendes gosta. Aliás, foi esse esquema que o fez realizar muitos jogos na época passada (2 na Taça de Itália, 29 no campeonato), o que já não aconteceu na atual temporada pois o treinador do Salernitana mudou. Também não terá ajudado ter contraído covid-19 em Novembro...

A verdade é que ainda pertencendo à Lázio, com quem tinha contrato até 2023, o importante clube romano cedeu-o ao Marítimo mas, de acordo com o que foi publicado em Itália, mantém 50% do passe em eventual futura venda.

Karo - não sabemos se o será ou não... - tem uma carreira curiosa pois começou em Inglaterra mas na temporada de 2017/18 voltou ao seu país para ingressar no Apollon Limassol que o haveria de emprestar de imediato: primeiro ao Nea Salamir e depois ao Pafos (a cidade cipriota que deu à luz Afrodite...). Surpreendente foi a contratação pela Lázio, em Julho de 2019. Na altura foi comparado a Kostas Manolas, hoje no Nápoles mas então na Roma. Contratado e emprestado de imediato ao Salernitana.

Karos estreou-se na seleção principal do Chipre em Novembro de 2019, em jogo frente à Escócia da fase de qualificação ao Euro 2020. Rezam as crónicas que até estava bem mas teve azar, lesionou-se aos 39 minutos nas costas e teve que ser substituído. No entanto, daí para cá tem sido presença assídua no selecionado cipriota, como ainda aconteceu em Novembro último... quando 'apanhou' covid. Da qual, pensa-se, já está livre...

6 visualizações