Buscar
  • Henrique Correia

António Costa vacinado e em isolamento deve ser bem explicado, diz Marcelo


O Presidente não quer que se dê a ideia que as vacinas não servem para nada.



Costa já está vacinado mas foi para isolamento profilático por contacto com caso positivo. Marcelo questiona.


O Presidente da República não deixa passar nada. Depois de garantir que não volta o estado de emergência, vem agora questionar, e bem, sobre as razões que levaram o primeiro-ministro António Costa a ficar em isolamento profilático quando já tem a vacinação completa. Marcelo quer saber se a vacinação vai ser, assim, desvalorizada, ao ponto de dar a ideia que não vale a pena se for para colocar os vacinadas de quarentena quando em contacto com positivos.

Aegundo revela o DN Lisboa, o Chefe de Estado diz que "é preciso explicar aos portugueses "por que é que uma pessoa, apesar de vacinada há mais de um mês com um certificado que lhe permite andar pela Europa e pelo mundo, sair do território português, no entanto está sujeita à mesma obrigação de quarentena ou de isolamento profilático durante dez dias que uma pessoa não vacinada ou só com uma dose de vacina".

Marcelo considera, refere o mesmo jornal, que "isto tem de ser explicado, para que não haja a ideia errada de que a vacina não serve para nada. Nós temos de vacinar e vacinar mais, há uma campanha de vacinação importante em curso e por isso é bom que os portugueses não fiquem com dúvidas", declarou Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa".

Recorde-se que António Costa teve contacto com um caso positivo, o primeiro-ministro do Luxemburgo, fez teste que deu negativo, mas voltou a contactar com um membro do seu gabinete, caso positivo. Na sequência, a autoridade de saúde aconselhou isolamento. E é isto que Marcelo quer explicar.

40 visualizações

Posts recentes

Ver tudo