Buscar
  • Henrique Correia

Antiga estação de comboio recupera a História e dinamiza o Monte


O Centro Interpretativo do Comboio do Monte será dotado de um espaço museológico, cujo espólio será composto por filmes, fotografias, imagens, artefactos e diversos conteúdos alusivos ao velho comboio a vapor





O novo Centro Interpretativo do Comboio do Monte está com a obra dentro dos prazos. O investimento de 400 mil euros destina-se a recuperar um edifício emblemático daquela freguesia, mas também de conteúdo histórico da própria Região. O Centro Interpretativo do Comboio do Monte será dotado de um espaço museológico, cujo espólio será composto por filmes, fotografias, imagens, artefactos e diversos conteúdos alusivos ao velho comboio a vapor, como bilhetes, uma máquina de escrever e uma antiga secretaria. A intervenção comtempla, igualmente, um auditório que poderá ser utilizado pelas escolas, associações e instituições locais, e também um posto de informação turística. O presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, e os vereadores Rúben Abreu e Madalena Nunes, visitaram as obras.

Miguel Silva Gouveia explicou que “estamos a proceder à reabilitação da antiga estação de comboios do Monte, um edifício emblemático da freguesia e que apela à memória do único comboio que a Madeira teve. Por toda a sua importância na história do Funchal e da Região, procuramos apresentar novas soluções para que o espaço não ficasse esquecido no tempo, transformando o imóvel existente num núcleo histórico e cultural.”

“Acreditamos que esta obra dinamizará de forma significativa o coração da freguesia do Monte, em claro benefício da população local e de todos aqueles que procuram conhecer a nossa história e a nossa identidade, tornando-se num ponto de atração importante para quando tivermos a tão desejada retoma turística e económica”, acrescentou.



134 visualizações