Buscar
  • Henrique Correia

Antigo deputado do BE critica "silêncios "cúmplices" do Bloco no Funchal


O motivo da crítica prende-se com a decisão de Pedro Calado em não realizar a sessão solene comemorativa dos 48 anos do 25 de abril de 1974, acabando com uma prática de oito anos.




Rodrigo Trancoso foi, como se sabe, deputado do Bloco de Esquerda na Assembleia Regional e um ativo bloquista da estrutura regional, optando por sair do Parlamento então em rutura com a direção regional do partido, passando a exercer a sua intervenção cívica através das redes sociais, como foi o caso, agora, sobre o novo figurino de comemoração do 25 de abril, os 48 anos da Revolução, que Pedro Calado pretendeu adotar arrumando a componente político partidária na "gaveta". Rodrigo Trancoso estranha o silêncio dos deputados municipais e faz a observação na sua página do Facebook, onde escreve que "existem silêncios (cúmplices?) que tudo revelam...!!!"

O ex-deputado bloquista lembra que "desde 31 de março do corrente ano que foi pública a intenção do município do Funchal de não realizar a sessão solene comemorativa dos 48 anos do 25 de abril de 1974, acabando com uma prática de oito anos.

Até ao momento presente, nenhuma reação ou tomada de posição públicas por parte do grupo municipal do BE-Madeira aconteceu.

Pelos vistos, este facto é politicamente irrelevante para os atuais 3 deputados municipais bloquistas.

Existem silêncios (cúmplices?) que tudo revelam...!!!"

11 visualizações