Buscar
  • Duarte Azevedo

Apoios ao Desporto com alterações


DRD anuncia Regulamento que dá (mais) atenção a árbitros, técnicos e atletas.



O Regulamento de Apoio ao Desporto (RAD) na Região Autónoma da Madeira sofreu algumas alterações, como se pode constatar pela Resolução nº 779/2021 do Governo Regional.

Numa leitura do documento, há aspetos importantes a reter, alguns já revelados em Fevereiro quando de uma reunião entre a Direção Regional de Desportos (DRD) e as associações desportivas.

Desde logo com as novidades de apoio ao 'Técnico Desportivo de Alto Rendimento' - a preencher alguns requisitos, nomeadamente: ser natural da RAM, luso-descendente de origem madeirense até 2º grau ou tenha exercido a função de técnico pelo menos durante dez épocas desportivas na RAM, estar inscrito na lista de agentes desportivos de alto rendimento do IPDJ, estar inscrito numa federação desportiva, dotada de utilidade pública desportiva, SAD e associação regional de modalidade ou multidesportiva.

Os árbitros também são contemplados pelos apoios, desde que possuam licença federativa que lhe permita arbitrar as principais competições internacionais.

No campo dos atletas temos que os integrantes de modalidades coletivas, nomeadamente internacionais, também se podem candidatar a apoios, a exemplo do que acontece agora com os praticantes de modalidades individuais.

Noutro ponto, poderão ser aplicados apoios e medidas suplementares às coletividades/atletas do Porto Santo.

Atente-se ainda à alteração que vem de encontro ao desejado há algum tempo e que respeita às equipas 'que militam no nível competitivo mais alto da modalidade, com participação de equipas da RAM, cujo número máximo de atletas não regionais permitido, por modalidade'. O que será definido no PRAD, como demais aspetos.

6 visualizações