Buscar
  • Henrique Correia

Aposta no social leva 73,5 milhões; complemento para idosos e pensionistas


É um orçamento que visa promover o aumento da empregabilidade, uma melhor habitação e integração social, o apoio e proximidade às populações e a melhoria das condições de trabalho”, garantiu Augusta Aguiar.


São 73,5 milhões de euros, o que representa um aumento de 49,1% face ao Orçamento inicial de 2020. É o Orçamento, para o próximo ano, da Secretaria Regional de Inclusão Social e Cidadania. É um orçamento que visa promover o aumento da empregabilidade, uma melhor habitação e integração social, o apoio e proximidade às populações e a melhoria das condições de trabalho”, garantiu Augusta Aguiar.inicial de 2020, "refletindo o claro e efetivo reforço das verbas afetas à área social”, começou por explicar, esta manhã, a Secretária Regional na Comissão Especializada de Economia, Finanças e Turismo".

Uma nota publicada pelo gabinete de comunicação da Assembleia refere declarações da secretária sublinhando que “é um orçamento que visa promover o aumento da empregabilidade, uma melhor habitação e integração social, o apoio e proximidade às populações e a melhoria das condições de trabalho”, garantiu Augusta Aguiar.

O executivo madeirense prevê investir 17,1 milhões de euros no Plano Regional de Emprego, em 2021. A habitação social, com 42,4 milhões de euros de investimentos previstos para a Habitação em 2021, é uma prioridade do executivo madeirense e representa “um aumento de 53% face ao ano de 2020”.

“O Governo Regional criou o complemento para pensionistas e reformados, com um valor total orçamentado de 4,5 milhões de euros para o próximo ano” e reforçou ainda “a verba inscrita para o apoio à Rede Regional de Cuidados Continuados Integrados com 5,7 milhões de euros, em 2021. Para maior valorização do seu papel na sociedade, estão previstos 3 milhões de euros para atribuição de um complemento aos cuidadores informais”, anunciou Augusta Aguiar

4 visualizações