top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Armazenamento de contentores de gás natural liquefeito em exercício



Porto do Caniçal fez primeiro exercício de aplicação do Plano de Emergência Interno.






O porto do Caniçal foi palco esta semana do primeiro exercício de aplicação do Plano de Emergência Interno, PEI,  relativo ao armazenamento de contentores de gás natural liquefeito, GNL, que reuniu 20 elementos de diversas entidades.

O exercício vem na sequência do processo de reavaliação dos riscos existentes nas áreas de jurisdição portuária que a APRAM, S.A., tem vindo a realizar, com o objetivo de testar a capacidade de resposta e resiliência dos portos madeirenses, solicitando às entidades envolvidas a revisão dos respetivos planos ou avaliações de risco adicionais para agregar ao plano desta administração portuária.

O exercício de simulação teve como cenário uma rotura num contentor cisterna e o objetivo foi avaliar os procedimentos de ativação e resposta inicial.

As entidades envolvidas neste primeiro exercício foram, além da APRAM e Gáslink, o Serviço de Proteção Civil de Machico, Bombeiros Municipais de Machico, Opertrans Logística, Metal Lobos e OPM – Sociedade Operações Portuárias da Madeira, Lda.

Como observadores foram integrados elementos da Autoridade Marítima e da CLCM – Companhia Logística de Combustíveis da Madeira, S.A.

No final,  todas as entidades participantes reconheceram a importância deste primeiro exercício que permitiu treinar procedimentos, possibilitou responder com celeridade e eficiência à ocorrência simulada e ao mesmo tempo, permitiu avaliar o modo e os níveis de organização operacional, de modo a rever e melhorar a intervenção e capacidade de resposta.

2 visualizações

Commentaires


bottom of page