Buscar
  • Henrique Correia

Associação alerta para "morte súbita" do comércio e restauração do Porto Santo


Miguel Velosa diz que a ilha não pode continuar a ser uma promessa, deve ser uma realidade


A alerta é da Associação de Comércio e Indústria da ilha dourada: "O comércio do Porto Santo precisa urgentemente de ajuda, uma vez que as medidas de contenção estão a representar uma quase certa morte subita".

A associação liderada por Miguel Velosa diz que a restauração é o setor que mais sofre e lança pedidos de apoio, à República para a inclusão das emoresas da Madeira, e à Região para que as empresas possam ultrapassar algumas dificuldades que enfrentam quando concorrem a esses apoios, alguns inatingíveis.

Miguel Velosa diz que "a pandemia colocou-nos no ano zero", defendendo um repensar do futuro da ilha "sem perder mais tempo com "guerrilhas partidárias". A troca de lideranças autárquicas traz mais do mesmo: "Os nossos representantes devem ser mais proativos, exigentes. O Porto Santo, de uma vez por todas, tem de deixar de ser uma promessa, tem de ser uma realidade".

13 visualizações