Buscar
  • Henrique Correia

Associação ambientalista vai mostrar o que disse à UNESCO sobre as Ginjas


Polémica intervenção no Caminho das Ginjas será alvo de abordagem por parte da DPFL.



A associação ambientalista DPFL- Associação Cívica para a Defesa e Proteção da Floresta Laurissilva” Organização Não Governamental, promove esta sexta-feira, 4 de junho, uma conferência de imprensa para apresentar publicamente os conteúdos e objetivos da sua posição junto da UNESCO, relacionada com o projeto de intervenção no Caminho das Ginjas promovido pelo Governo Regional da Madeira através da Secretaria da Agricultura e Desenvolvimento Rural.

Os conteúdos da denuncia e pedido de auxílio, primariamente dirigido a UNESCO, circulará igualmente por outras entidades de relevância internacional, nomeadamente a Comissão Europeia, Secretário-Geral das Nações Unidas, Presidente da Republica Portuguesa, Vice presidente executivo da Comissão Europeia responsável pelo Pacto Ecológico Europeu, Comissario Europeu do Ambiente, Oceanos e Pescas, IUCN, Unesco World Heritage Convention, Agência Europeia do Ambiente, Foundation for Environmental Education, World Wide Fund for Nature e ao Ministério do Ambiente e Transição Energética.

Focados na defesa, sem quartel nem fronteiras, da Floresta Laurissilva da Madeira.


13 visualizações