Buscar
  • Henrique Correia

Associação Xarabanda foi ao "fundo" das raízes musicais madeirenses


Assembleia aprovou três votos de congratulação pelos 40 anos da associação


“Formado em 1991, o grupo ‘Algozes’, que mais tarde deu origem à Associação Xarabanda, nasceu com um propósito que ia mais além da paixão pela música”, começa por referir o PSD. A associação faz 40 anos e teve hoje três votos aprovados na Assembleia Regional.

“Pretendia-se, através dela, ir ao encontro das raízes musicais madeirenses e reforçar a identidades regional”, pode ler-se no voto social democrata, que releva o trabalho em prol da cultura madeirense realizado pela associação, como refere uma nota publicada no site do Parlamento.

"Já o JPP considera que “quatro décadas fazendo o repositório das ricas tradições musicais madeirenses” e “trazer para a atualidade a nossa música” é uma “tarefa hercúlea e definidora de um labor desprendido que procura resgatar as ‘cantigas’ que os madeirenses criaram em mais de 600 anos de história”.

O PS também enaltece o trabalho desenvolvido pela Associação Xarabanda, destacando os seus fundadores: João Viveiros, José Camacho, Rui Camacho, Eleutério Corte, Carlos Pereira, João Luís Aguiar, Joel Camacho, Ezequiel Pereira, Guida Batista, Fátima Vasconcelos, Rui Alas e Jorge Martins. O reconhecimento estende-se a todos os que contribuíram para o sucesso do grupo. O grupo parlamentar do PS destaca ainda, neste voto, o “trabalho de extrema importância na defesa, preservação e promoção do património cultural madeirense”.

3 visualizações