Buscar
  • Henrique Correia

Ataque informático paralisa Câmara de Santana; "piratas" pedem resgate


Dinarte Fernandes confirma à RTP Madeira a inoperacionalidade dos serviços camarários.



Depois do engenho artesanal em carro de professora, em São Vicente, num caso insólito que a PJ está a investigar, surge agora a notícia de um ataque informático à Câmara de Santana com pedido de resgate, uma situação deveras invulgar que surge com contornos de crime que vai bater ao Ministério Público assim que esteja concluído o relatório dos peritos.

O presidente da Câmara confirmou hoje, à RTP Madeira, que o ataque paralisou os serviços autárquicos, que assim ficaram impossibilitados de pagar salários e aceder à documentação. Neste momento, o acesso à Câmara de Santana está vedado e os técnicos estão a tentar solucionar o problema, mas desconhece-se quantos dias ficará o Município nestas condições.

Mas o mais surpreendente, ainda, é o pedido de resgate sem indicação de valor. Dinarte Fernandes diz que obviamente não haverá lugar a qualquer resgate, apontando já para o futuro e para a preparação de um sistema de segurança que dê garantias. O antivírus não funcionou.

13 visualizações