Buscar
  • Henrique Correia

Atenção juventude "distraída": a Covid está a atingir mais pessoas entre os 20 e os 49 anos

Juventude está a descomprimir em demasia. Portugal entra esta terça-feira em "estado de contingência"; Madeira mantém-se em situação de calamidade e Albuquerque também está preocupado com a forma como os jovens andam em pandemia.



Portugal entra em estado de contingência com um aumento no número de casos. Madeira redobra atenção com segundo teste para professores que viajarem fora da Região e há um alerta forte de Albuquerque: uma vergonha o que se passou na Zona Velha. Noite, jovens e álcool em mistura explosiva. Mais uma vez, aos fins de semana é assim, foi no Porto Santo e é no Funchal. Os pais viram pelas fotografias, mas os filhos estavam lá. Ali, a Covid não "assiste". Como não assiste nos cafés da cidade onde está tudo ao molho com cumprimentos à moda antiga. Muitos abraços, beijos e tudo normal nesta anormalidade que dizem estarmos a viver. Anormalidade só para alguns. Os outros, só se a Covid bater à porta. E mesmo assim...

O Páis entra, esta terça-feira, 15 de setembro, em estado de contingência, uma nova fase de prevenção para aquela que começa a ser preparada como segunda vaga da Covid-19. Os números das últimas semanas dão conta de uma subida no número de casos, que já teve reflexos no Reino Unido, que retirou Portugal do corredor seguro mas de lá chegam vários infetados, inclusive à Madeira, onde um dia destes foram quatro. Pelo menos a Região ficou dentro desse corredor, o nicho daquele mercado turístico é importante para a Região.

O estado de contingência, no território continental - a Madeira vive em situação de calamidade até 30 de setembro e não está incluída nesta medida nacional - tem várias implicações, visando sensibilizar os portugueses para um quadro menos positivo que aí vem. os portugueses, em geral, mas os jovens em particular. Parece que os jovens estão a arriscar mais, andam em grupos, sem máscara, desordenadamente, como quem não sabe ou não quer saber se a Covid-19 pode chegar. E até desconhecem que os últimos números relativamente aos infetados, apontam que os maior número de pessoas atingidas tem idades compreendidas entre os 20 e os 49 anos. Não são idosos, portando. Muitos são jovens, muitos deles também andavam nos copos com o atrevimento da conhecida idade e a ignorância atrevida do desconhecimento. Um caos para quem quer fazer crer que vive a normalidade em sociedade que tem vivido com tudo menos com a normalidade.

Para já, a contingência nacional entra em vigor esta terça-feira: saiba algumas das medidas:

- Não são permitidos ajuntamentos além das 10 pessoas. A exceção vai para famílias

- Proibido vender bebidas alcooólicas em áreas de serviço ou postos de abastecimento de combustíveis.

- É proibido consumir bebidas alcoólicas na via pública

- A partir das 20 horas, não há venda de bebidas alcoólicas em estabelecimentos de comércio a retalho, como supermercados e hipermercados. O consumo de bebidas com álcool passa a ser restringido em espaços exteriores de espaços de restauração após as 20h00, exceto durante o serviço de refeições;

- Estabelecimentos comerciais passam a poder abrir apenas a partir das 10h00, exceto "pastelarias, cafés, cabeleireiros e ginásios". O encerramento fica ao critério das Autarquias, mas será entre as 20 e as 23 horas.

- Passa a ser permitido o ajuntamento de apenas quatro pessoas por grupo em áreas de restauração dos centros comerciais e de dez pessoas em restaurantes exteriores

- Escalas de rotatividade entre teletrabalho e trabalho presencial, o desfasamento de horários de entrada e saída, pausas e refeições.

- Nos transportes públicos mantêm-se as imposições de lotação máxima de dois terços, utilização de máscara individual e distanciamento social.

- Estádios e recintos desportivos continuarão sem público.

Veja o quadro de hoje da situação da Covid-19 em Portugal


covid_relatório
.pdf
Download PDF • 317KB

7 visualizações