Buscar
  • Duarte Azevedo

Atletismo madeirense com mais saídas forasteiras que entrada


A ADRAP e o GD Estreito foram os clubes que viram sair mais atletas, cinco.



Concluída a época de transferências do atletismo, temos, no que toca aos clubes madeirenses, a mudança de 20 atletas para fora da Região e a entrada de 11. Melhor escrevendo, foram 20 os que deixaram de estar filiados na Associação de Atletismo da Madeira (AARAM) pois há casos de atletas que nem vieram à Madeira - ou se o fizeram, foi por uma ou duas vezes...

A ADRAP e o GD Estreito foram os clubes que viram sair mais atletas, cinco, seguindo-se Jardim da Serra (3), CS Marítimo (2) e Andorinha (1), a que se juntam quatro que corriam individualmente e que também passaram a estar filiados em Associações continentais. De todos esses, o nome mais sonante - e já por aqui referido - é o do madeirense João Pedro Buaró, que trocou o GD Estreito pelo SL Benfica.Nas entradas, verificam-se 4 para o GD Estreito, 3 para a ADRAP, 2 para o Jardim da Serra e 2 para o CS Marítimo. Andreia Crespo, na foto, é uma das mais credenciadas contratações: antiga atleta do Sporting CP estava no GA Fátima e esta época vai representar o GD Estreito. é uma das melhores portuguesas nos 400 metros barreiras.

1 visualização

Posts recentes

Ver tudo