Buscar
  • Henrique Correia

Aulas recomeçam mesmo a 10 no continente; isolamento só de positivos e coabitantes



Não há isolamento de turmas em presença de caso positivo (só se existirem coabitantes).



O Governo da República decidiu hoje que apesar do considerável aumento de casos Covid-19 as escolas recomeçam a 10 de janeiro. Não há isolamento de turmas em presença de caso positivo (só se existirem coabitantes); haverá testagem nas próximas duas semanas; está em curso até dia 9 a vacinação "de todas as crianças entre os 5 e os 11 anos e do pessoal docente e não docente".

OGovermo decidiu o isolamento só de casos positivos e coabitantes; pessoas com dose de reforço não precisam de ficar em isolamento, salvo se testarem positivo

O conselho de ministros decidiu hoje a isenção de testagem para quem levou dose de reforço há mais de 14 dias para acesso a atividades em que seria necessário apresentar teste negativo; para quem não tem dose de reforço, é necessário apresentar teste: na visita a lares ou estabelecimentos de saúde, grandes eventos ou eventos sem lugares marcados ou em recintos improvisados e recintos desportivos (salvo decisão da DGS).

O teletrabalho é obrigatório até 14 de janeiro e recomendado a partir dessa data.

A lotação de estabelecimentos comerciais será de uma pessoa por 5 m2; termina proibição de saldos e promoções.

No tocante aos bares e discotecas, atividade pode recomeçar a partir de dia 14; é necessário teste negativo para acesso; proibido de consumo de bebidas alcoólicas na via pública.

Vejamos outras medidas:


Fronteiras:

  • É obrigatório um teste negativo para entrar no país por via aérea;

  • Mantém-se as sanções para os passageiros e para as companhias aéreas que não cumpram a norma.

Certificado digital:

  • Necessário para acesso a restaurantes, estabelecimentos turísticos, alojamento local, espetáculos culturais, eventos com lugares marcados e ginásios.

Eventos:

  • Não há limitação quanto à lotação, apenas se aplicam as regras de certificado e/ou testagem.

4 visualizações