Buscar
  • Henrique Correia

Avião da easyJet divergiu para Lisboa; outros dois voos conseguiram aterrar


Um voo da easyJet proveniente do Porto conseguiu concretizar a aterragem sensivelmente à mesma hora da decisão do piloto do voo de Lisboa.





A questão dos ventos no Aeroporto Internacional da Madeira é um problema real que emerge, de forma mais acentuada nestes picos de tráfego aéreo, como é esta epoca de Natal e final de ano.

Esta noite, ocorreu um desses momentos quando durante o dia, apesar do mau tempo, todos os voos da easyJet e da TAP, de Lisboa e Porto, conseguiram aterrar.

O mesmo não aconteceu com o voo EJU 7605, com saída de Lisboa prevista para as 18.45 h. O avião só saiu por volta das 19.30 horas e à chegada à Madeira, cerca das 21.15 horas, por indicação do comandante, soberano na decisão em nome da segurança, depois de uma tentativa de aproximação e em articulação com o controle do Aeroporto, decidiu iniciar o regresso a Lisboa uma vez que a easyJet não tem base de assistência no Porto Santo e o procedimento é o regresso a Lisboa, onde aterrou cerca das 22.45 horas perante a desilusão dos passageiros atendendo a este momento sensível de regresso à Madeira para a passagem do Natal e final do ano.

Acontece que mais ou menos à mesma hora em que era dado conhecimento do regresso a Lisboa deste voo 7605, aterravam dois voos, um da easyJet proveniente do Porto e outro da TAP, sendo que posteriormente a operação decorreu com normalidade. São os ventos, os momentos e a segurança.

9 visualizações