Buscar
  • Henrique Correia

Bandeira vai alertar para presença de águas-vivas nas praias da Madeira


Já está publicada em JORAM a sinalética de alerta a colocar nas zonas balneares com assistência a banhistas, prevenindo e minimizando o contacto dos banhistas com esses organismos.





Uma portaria do Governo aprova as especificações e requisitos técnicos da sinalética relativa à presença de

cnidários nas águas balneares da Região Autónoma da Madeira e o seu regulamento de utilização.

A presença de cnidários nas zonas balneares da Região tem sido cada vez mais frequente nos últimos anos, contribuindo para uma diminuição significativa no conforto e bem-estar dos banhistas.

Torna-se, pois, necessário proceder à criação de uma sinalética de alerta a colocar nas zonas balneares com assistência a banhistas, prevenindo e minimizando o contacto dos banhistas com esses organismos.

A definição da bandeira, painéis informativos e regulamento de utilização relativos à sinalética de presença de cnidários é da competência do membro do Governo Regional responsável pela área dos recursos hídricos e do litoral, em conformidade com o disposto no n.º 2 do artigo 26.º do Decreto Legislativo Regional n.º 24/2021/M, de 30 de agosto, que aprova o Regime Jurídico dos Nadadores-Salvadores e das Águas Balneares.

4 visualizações