Buscar
  • Henrique Correia

Barreto admite empréstimo mas diz que foi todo devolvido


"As verbas foram devolvidas até ao último cêntimo e não chegaram, sequer, a ser utilizadas"




O CDS Madeira já veio a público esclarecer o conteúdo da reportagem da SIC sobre um empréstimo que César do Paço, hoje financiador do CHEGA, fez ao lider Rui Barreto, em 2019, antes das regionais, uma verba de 29.880 euros depositada em várias contas pessoais de elementos do CDS/M.

Num comunicado, o partido confirma que "César do Paço, então militante do CDS nacional e cônsul honorário de Portugal em Palm Cost, nos EUA, fez um empréstimo - um mútuo não oneroso- a diversos membros do CDS-M que, face às dificuldades financeiras que o partido atravessava, estavam disponíveis para ajudar o partido".

Refere ainda o comunicado que "por definição, os empréstimos devem ser devolvidos e foi aquilo que foi feito, no tempo certo e em acordo com o mutuante. As verbas foram devolvidas até ao último cêntimo e não chegaram, sequer, a ser utilizadas, já que o partido, entretanto, conseguiu um empréstimo bancário"


13 visualizações