Buscar
  • Henrique Correia

Barreto assume CDS partido de Governo e chama crítico Dinarte para a sua equipa


Líder do CDS/M também convidou Teófilo Cunha e Ricardo Teixeira para a comissão política.




O líder do CDS Madeira anda pela ilha a explicar a moção que vai levar ao congresso regional afirmando o CDS como partido de governo na sequência do acordo de governação com o PSD-M, que lhe permite integrar o Executivo Regional. Para a sua comissão política, convidou Teófilo Cunha, Dinarte Fernandes e Ricardo Teixeira, sendo que Dinarte, presidente da Câmara de Santana, foi um dos críticos mais fortes de Barreto quando este forçou a coligação o PSD nas últimas autárquicas inclusive em Santana, o que acabou por não acontecer.

Rui Barreto esteve, esta sexta-feira, precisamente no concelho de Santana, com o objetivo de apresentar aos militantes as principais linhas orientadoras da sua Moção de Estratégia Global, intitulada “A Direita da Madeira”, Moção que levará ao 18.º Congresso Regional do CDS-Partido Popular, marcado para os dias 25 e 26 de junho, no Savoy Palace, refere uma nota do partido que fala em "receção calorosa".

"Segundo Rui Barreto, a sua recandidatura à presidência do partido acontece por querer consolidar o CDS como um partido de poder. “Somos um partido com provas dadas, com quadros reconhecidos pela sua competência, mérito e compromisso. Somos um partido no governo, responsável, comprometido e focado naquilo que são os desafios do futuro e no bem-estar de todos os madeirenses.” sublinha a mesma nota do partido.

“Temos força e expressão no poder local e regional, temos 108 autarcas, destacando, mais uma vez a autarquia de Santana, onde o partido preside sob maioria absoluta e onde tem 4 vereadores executivos e 2 juntas (Santana e Ilha). Só podemos sentir orgulho em representar este partido”.



6 visualizações