Buscar
  • Henrique Correia

Barreto e Albuquerque assinam acordo autárquico e trocam rasgados elogios



Rui Barreto elogiou a lealdade, a frontalidade, o empenho, a dedicação e o compromisso de Albuquerque.

Albuquerque agradeceu ao presidente do CDS pela "transparência, frontalidade e solidariedade mútua e enaltecendo o sentido do dever e do imperativo do serviço público"




Miguel Albuquerque e Rui Barreto já colocaram a coligação autárquica "preto no branco". Um momento marcado pelo acordo autárquico e pela troca de rasgados elogios que visam demonstrar o vigor da coligação governamental regional.

Da governação regional para uma candidatura à governação local. Com um dado novo a favor de Rui Barreto: nada de outros partidos e o Chega para lá de qualquer acordo. Só há admissão de independentes.

O acordo inclui os concelhos do Funchal, Santa Cruz, Machico, Ponta do Sol, São Vicente, Porto Moniz e Porto Santo.

O líder do PSD Madeira disse que "este Acordo de Coligação vai muito além das coligações ditas instrumentais, porque, tal como acontece no Governo, assenta num conjunto de valores que são partilhados por ambas as forças partidárias, designadamente a defesa intrínseca da autonomia politica e o valor da pessoa humana como principio, meio e fim da ação politica, precisamente aquilo que distingue o PSD/M e o CDS/M dos Partidos coletivistas, marxistas e socialistas".

Albuquerque evidenciou, ainda, o facto deste Acordo refletir, também, "a humildade destes dois partidos ao juntarem forças, ao apresentarem sistemas de governação alternativa e um caminho diferente para o desenvolvimento e qualidade de vida das populações, aquilo que entende “como uma obrigação e um imperativo que não podia deixar de ser cumprido”.

Agradecendo ao presidente do CDS pela "transparência, frontalidade e solidariedade mútua e enaltecendo o sentido do dever e do imperativo do serviço público que têm sido lema", Miguel Albuquerque não tem dúvidas de que "as soluções que serão apresentadas a estas Eleições são soluções que irão ao encontro dos desejos da população".

Rui Barreto, líder do CDS Madeira, lembrou que este acordo é celebrado “entre dois partidos fundadores da democracia, que acreditam no poder municipal, que acreditam que o poder local representa sempre melhor os interesses das populações e que acreditam que, através do poder local, se pode concretizar melhor os processos de descentralização”.

Elogiando a lealdade, a frontalidade, o empenho, a dedicação e o compromisso do Presidente do PSD/M, Miguel Albuquerque, na forma como tem sabido gerir os destinos da Região e das suas gentes, Rui Barreto garantiu a sua total disponibilidade para continuar a trabalhar em nome dos princípios e valores que têm norteado a experiência da coligação.


9 visualizações