top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

"Basta de usar a Autonomia como arma de arremesso político"


Sérgio Gonçalves foi a Machico e com Costa a ouvir disse que "ninguém é dono da Autonomia".



O candidato do PS-Madeira à presidência do Governo Regional apontou hoje o firme propósito de mudar a Madeira e fazer desta uma terra de oportunidades para todos, bem como pugnar pelo aprofundamento da Autonomia regional, colocando-a ao serviço de todos e não apenas de alguns.

No comício que teve lugar em Machico, com a presença do secretário-geral do PS, Sérgio Gonçalves afirmou que ninguém é dono da Autonomia, que esta não é propriedade de um partido ou de um governo, mas sim de todos os madeirenses. “Muito menos é propriedade de quem diz uma coisa na Região e outra na Assembleia da República”, disparou, lançando farpas ao PSD por, na Madeira, defender a extinção do cargo de Representante da República e depois vergar-se ao PSD nacional e, em Lisboa, anunciar a sua substituição por um mandatário da República, para que tudo fique na mesma”.

“Basta de enganar os madeirenses! Basta de usar a Autonomia como arma de arremesso político! Basta de usar a Autonomia apenas para servir alguns! Ninguém é mais madeirense do que eu! Ninguém é mais autonomista do que eu!”, atirou.

O candidato do PS atacou ainda o facto de Miguel Albuquerque preferir gastar 150 milhões de euros no prolongamento da Pontinha, valor que dava para construir mais 800 ou 900 casas. “É por isso que nós temos de mudar”, frisou.

O líder socialista comprometeu-se também com a gratuitidade da escolaridade obrigatória, fazendo com que nenhum aluno até ao 12.º ano tenha de pagar pelos manuais, transportes e alimentação, com o apoio de 3 milhões de euros por ano à Universidade da Madeira e um complemento ao alojamento de até 200 euros mensais para alunos universitários deslocados, sublinha uma nota do gabinete de comunicação do partido.

7 visualizações

Kommentare


bottom of page